Vagina: 23 coisas que deve saber

Vagina: 23 coisas que deve saber

0 Flares 0 Flares ×

Talvez você já saiba tudo sobre a sua vagina ou talvez não!

Talvez você até já saiba tudo, ou talvez não saiba tudo, ou até talvez queira saber, mas tem medo de perguntar!

Seja como for, confira as 23 coisas que toda a mulher deve saber sobre a sua vagina:

1 – Aparência da Vulva

A primeira coisa que deve saber sobre a sua vagina é que não existe uma aparência certa ou errada! A vulva são os lábios da sua área vaginal, e diferem de aparência de mulher para mulher. Pode ser mais gordinha, mais curvilínea, mais fina, mais elegante… Aceite a sua vulva tal como ela é, e a menos que sinta algum desconforto, não há razão nenhuma para considerar a labioplastia/ninfoplastia.

2 – Mulheres não fazem xixi através da vagina

Os homens urinam através do seu pénis, no entanto as mulheres não fazem xixi através da vagina. A bexiga esvazia através da abertura da uretra, que está sob o clitóris e acima da abertura vaginal.

3 – Coágulos na menstruação são normais

O sangue menstrual pode ser por vezes um pouco estranho uma vez que não fluí como em outras partes do corpo. Isso acontece porque o sangue menstrual é na verdade o revestimento do útero, esse é rico em sangue de modo a fazer um lugar seguro e saudável para o feto, por isso sangue coagulado é normal durante a sua menstruação. Você não precisa se preocupar a não ser que os coágulos sejam grandes, pesados ou com sangramento prolongado.

4 – Secreções vaginais são normais

Outra coisa que é importante saber sobre a vagina é que secreções são completamente normais, mas também não há necessidade de se preocupar caso não tenha. A quantidade de corrimento vaginal varia muito de mulher para mulher e também varia em diferentes momentos do ciclo menstrual. No entanto se esse corrimento vem acompanhado de desconfortos como coceira, ardor, dor ou até mau odor então o melhor mesmo é procurar um médico.

5 – Vagina é um beco sem saída

A vagina é uma via de mão dupla, ou seja um beco sem saída, o que entra sai! A vagina dá para o útero e não mais a lugar algum. Qualquer coisa que entre pela vagina não poderá acessar a qualquer outro lugar em seu corpo. Se por acaso perdeu algo em sua vagina você pode recuperar, mas não use qualquer tipo de ferramenta. E sempre, sempre se lembre de retirar o último tampão da sua menstruação, caso contrário você se coloca em grande risco de Síndrome do Choque Tóxico (TSS).

6 – Vagina pode “descair”

Um dos fatos sobre a vagina que pode também não saber, é que ela pode “descair”. Isso é mais conhecido por prolapso pélvico mais concretamente prolapso do útero. Um grupo de ligamentos na parte superior da vagina perde a força e capacidade de sustentação deixando que o útero desça através da mesma, podendo se exteriorizar nos prolapsos de maior grau. Mas não precisa de entrar em pânico isso pode ser corrigido.

7 – Só se perde a virgindade uma vez

Perder a virgindade significa o rompimento do hímen, uma membrana que fecha parcialmente a vagina, e sim ele pode ser rompido por outras coisas, sem que haja penetração peniana, mas você permanecerá virgem até ao seu primeiro ato sexual.

8 – Vagina é um músculo

A vagina é um músculo que se contrai e estende como qualquer músculo do corpo faz. E tal como os outros músculos se não é usado, este se perde. O sexo regular é o suficiente para manter um treino sobre o músculo da vagina, mas na pós-menopausa o tecido vaginal se fragiliza ficando propenso a cicatrizes e à diminuição muscular, por isso, se você é uma senhora de certa idade e não tem um parceiro por um período prolongado de tempo, o melhor é investir em um namorado a pilhas.

vagina

9 – Manter a elasticidade da vagina

Ainda sobre o tema músculos, o músculo vagina é incrivelmente elástico até para poder suportar um parto. Isso pode deixar ele um pouco flácido. Se você sente que a sua vagina não está tão apertada como você gostaria, ou está sofrendo dessa flacidez depois que teve filhos, os exercícios vaginais poderão fazer maravilhas. Conhecidos como os exercicios de Kegel, comece a se exercitar contraindo e relaxando a vagina 10 vezes em 3 séries, várias vezes ao dia. Se você não tiver certeza de como se faz, tente parar o fluxo de urina quando você fizer xixi, esse movimento é exatamente como tem de fazer este exercício. Mas não vai ficando fazendo o exercício enquanto faz xixi, serve só para você saber como é que é feito o exercício.

10 – Vagina e seu odor

Outra das coisas que deve saber sobre a sua vagina é que ela tem um odor totalmente único e individual! Porquê mascarar o cheiro com duchas que cheiram a pétalas de rosa? Se você o faz porque sente um odor muito forte e é acompanhado de corrimento ou até de coceira ou ardor, então isso pode ser sinal de uma infeção, então ao invés de fazer uma ducha, consulte um médico.

11 – Lubrificação

Você não tem de se sentir anormal caso tenha necessidade de usar lubrificante durante o sexo, e muitas mulheres experimentam esta medida quando envelhecem ou até mesmo depois de terem filhos. A vagina seca torna o sexo desconfortável e até mesmo desinteressante. Há muitas opções de lubrificantes vaginais sintéticos, por isso veja as coisas pelo lado positivo e transforme o seu problema num motivo interessante de diversão com o seu parceiro, usando lubrificantes com sabor.

12 – Sexo não dói

Você não deve sentir dor quando tem relações sexuais. Um dos fatos óbvios sobre a sua vagina é que ele foi projetada especificamente para o sexo, que é a sua função. Por isso não faça sexo doloroso e nem sofra em silêncio com esse problema, consulte o seu médico, ele é a pessoa certa para o ajudar com esse problema.

13 – Ejaculação feminina

Algo que é controverso sobre a vagina é a ejaculação feminina. E sim as mulheres também ejaculam! E mais uma vez você não tem de se sentir anormal caso não o faça. Há duas explicações da ejaculação feminina. Se a sua ejaculação é uma pequena quantidade de consistência leitosa, é provável que seja uma descarga das glândulas uretrais em resposta ao orgasmo. Se for uma quantidade razoável, o mais provável é que seja urina resultando das contrações da bexiga. Em muitos caso até se trata de uma combinação de ambos.

14 – Orgasmo

Nem todas as mulheres atingem o orgasmo, e poucas o alcançam somente por penetração. O orgasmo é naturalmente gerado por estimulação do clitóris, ou com os dedos, ou encontrando a posição ideal durante a penetração. A razão pela qual o vibrador do coelho é tão bem sucedida é porque proporciona a combinação perfeita de penetração e estimulação clitoriana ao mesmo tempo.

15 – Ponto G

Uma das coisas que você deve saber sobre a sua vagina é que apesar de você ter um ponto G, esse nem sempre é fácil de encontrar. Muitas mulheres passam suas vidas sexuais procurando por esse ponto mágico, que é a chave para o orgasmo. Aparentemente a melhor maneira de o encontrar é estimular a parede frontal da vagina fazendo movimentos de vai e vem com o dedo. E pratique muito, é com a prática que o vai conseguir achar!

16 – Barulhos que por vezes são constrangedores

Este é um fato implacável sobre a vagina. Peidos vaginais são estranhos mas acontecem! São de fato normais, saudáveis e não tem nada com que se preocupar, embora eles possam ser constrangedores.

vagina

17 – DST

A vagina é algo precioso e por isso deve ser tratada com respeito! Você sabia que pode pegar Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e infeções, mesmo usando preservativo? Durante a relação sexual, a vulva é exposta e entra em contato com a área genital e escroto de seu parceiro, e dessa forma pode ser infetada com herpes, verrugas genitais, clamídia ou algo ainda pior. Portanto escolha os seus parceiros com cuidado, e peça ajuda médica logo que tenha um primeiro sinal de qualquer sintoma de DST.

18 – Sexo é saudável

A vagina foi concebida para o sexo, e sexo seguro é bom para você! Manter uma vida sexualmente ativa pode colocar um sorriso lindo no seu rosto, mas também pode: reduzir o risco de doença cardíaca, reforçar o seu sistema imunitário, reduzir o risco de câncer de mama, melhorar o seu condicionamento físico, ajudar a dormir melhor, reduzir os níveis de estress, fazer você parecer mais jovem e melhorar a auto-estima.

19 – “Decorar” a vagina

Embora a vagina seja um tema de conversa geralmente mantido em privado e segredo, recentemente se tem constatado que é uma parte do corpo onde cada vez mais conta a sua aparência. Existe uma infinidade de opções para “decorar” a sua vagina: depilação, tatuagens, piercings,… A escolha é sua!

20 – Teste Papanicolau

Uma das coisas que também é importante que saiba sobre a vagina é a importância do Teste Papanicolau. Não abra mão de fazer esse teste anualmente, uma vez que serve para detetar o vírus do papiloma humano (HPV) e o câncer do cólo do útero. E em estudos recentes dizem que pode até detetar o cancêr de ovário e endométrio, no entanto ainda terão de se fazer mais investigações sobre o assunto.

21 – “Ela” também fica com rugas

À medida que você envelhece, seu rosto não é a único a ficar com rugas. A vagina pode desenvolver rugas especialmente quando estamos perto dos 45 ou 50 anos. Isso acontece porque a nossa pele perde o tônus muscular e isso implica alterações na aparência dos lábios genitais. Os lábios genitais armazenam colágeno e é ele que nos ajuda a ter um aspeto mais ou menos jovem. Quando o estrogênio diminui (algo que acontece quando envelhecemos), a produção de colágeno se dissipa, o que leva a pele a criar rugas.

22 – E também muda de cor

Você quando envelhece pode desenvolver manchas de idade, e o mesmo poderá acontecer com a sua vagina. A pele da vulva pode clarear ou até escurecer, e não há nada a temer, e muito provavelmente a mudança é quase imperceptível.

23 – Ponto G que é mais o Ponto C

O Ponto G é frequentemente discutido como sendo o ponto que permite a mulher atingir o orgasmo. Os homens sentem muitas vezes que a sua missão é ajudar a mulher a encontrar o seu Ponto G durante a relação sexual, e na maior parte das vezes a mulher até já está familiarizada com o seu. No entanto, o que a maioria dos homens e mulhers não sabem é que embora o Ponto G seja real, a verdade é que ele é apenas o clitórios da vagina e não uma parte escondida e secreta, e por isso o mais certo até seria lhe chamar Ponto C.

Espero que tenha achado esses fatos educacionais!

Bye, bye

Delicadelas, porque há segredos que se contam!

13
0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email 0 0 Flares ×
kakum

É uma mulher como qualquer outra, simples, criativa, que adora moda e decoração e tem uma preocupação especial com a saúde e beleza. Quer ter um espaço para puder partilhar vários assuntos relacionados com esses temas e poder trocar experiências com as suas leitoras.

5 comentários

  1. Sofia - 23/03/2017

    Adorei as informações, especialmente as que se referem ao envelhecimento. Obrigada!

  2. lucy - 21/08/2015

    obrigada pela informação estava mesmo a precisar.

  3. Ana - 03/04/2015

    Legal a reportagem… tinha umas 2 ou 3 informações que eu não sabia e me incomodavam e agora sei que é normal.

Comentar